Última hora

Em leitura:

Resumo do sexto dia dos Mundiais de Atletismo de Moscovo


Desporto

Resumo do sexto dia dos Mundiais de Atletismo de Moscovo

Seis finais mas nenhum novo recorde do mundo na sexta jornada dos Campeonatos do Mundo de Atletismo que terminam este domingo em Moscovo. O grande protagonista do dia foi Bohdan Bondarenko no salto em altura. O ucraniano saltou 2,41 metros para o ouro e provou que os 2,45 metros do recorde do mundo do mítico Javier Sotomayor estão perfeitamente ao seu alcance.

Nos 3000 metros obstáculos masculinos, o Quénia dominou com Ezekiel Kemboi a conquistar o seu terceiro título mundial consecutivo, desta vez na frente do compatriota Conseslus Kipruto, antigo campeão mundial de juniores, e do francês Philip Kipsiele Koech.

Nos 400 metros barreiras, Felix Sanchez e Kerron Clement falharam um terceiro título. O ouro acabou nas mãos de Jehue Gordon, de Trinidad e Tobago. O tempo: 47,69 segundos é a melhor marca do ano. Michael Tinsley, dos Estados Unidos e o sérvio Emir Berkic completaram o pódio. Nas senhoras, a antiga campeã do mundo de juniores, a checa Zuzana Hejnová impôs-se destacada com o tempo de 52,83 segundos na frente das norte-americanas Dalilah Muhammad e Lashida Demus.

Nos 1500 metros femininos, a vitória sorriu à sueca Abeba Aregawi em quatro minutos, dois segundos e 67 centésimos. O quadro de medalhas ficou completo com a norte-americana Jennifer Simpson e a queniana Hellen Onsando Obiri.

Finalmente, no triplo salto feminino, o ouro foi para a colombiana Caterine Ibarguen com a marca de 14,85 metros, mais quatro centímetros que a russa Ekaterina Koneva. O bronze foi para a ucraniana Olha Saladuha.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

Desporto

Mourinho orienta Messi e Maradona na próxima época. Ronaldo fora da 'dream team'