Última hora

Última hora

Egito: Persiste o caos

Em leitura:

Egito: Persiste o caos

Tamanho do texto Aa Aa

Na capital egípcia a polícia cercou na noite de sexta-feira uma mesquita, onde se encontravam vários islamitas.

O incidente ocorreu no final de um dia em que as forças da ordem dispersaram, de forma violenta, em vários pontos do país, manifestações de apoio ao Presidente derrubado Mohamed Morsi.

Na sexta-feira o Egito foi palco de violentos confrontos em diferentes partes do território durante manifestações convocadas pelos islamitas após a oração do meio-dia.

Por todo o país a violência fez dezenas de mortos, cujo número, segundo a Irmandade Muçulmana, ultrapassa a centena.

As forças da ordem dizem ter detido mais de mil apoiantes de Morsi e apreendido cerca de uma dezena de armas de fogo e várias granadas de fabrico caseiro.

Continuando a exigir que o Presidente deposto volte a estar à frente dos destinos do país, a Irmandade Muçulmana organizou os protestos de ontem em resposta à carga policial de quarta-feira que desmantelou os seus acampamentos e, segundo fontes governamentais, causou a morte a cerca de 600 pessoas e provocou ferimentos noutras quatro mil.