Última hora

Última hora

Cheias provocam o caos no Extremo Oriente russo

Em leitura:

Cheias provocam o caos no Extremo Oriente russo

Tamanho do texto Aa Aa

Na Rússia, Victor Ichaev, ministro para o Desenvolvimento do Extremo Oriente, anunciou que os serviços de proteção civil poderão ter de retirar de casa cerca de 100 mil pessoas devido às cheias naquela região.

O número de localidades atingidas já ultrapassa 120 e mais de 32 mil pessoas foram afetadas.

Cerca de 90 das povoações inundadas situam-se na região de Amur de onde foram retiradas de casa mais de 17 mil pessoas, incluindo 6.100 crianças.

Mais de 18 mil casas e 66 pontes foram tomadas pelas aguas dos rios Amur e Zei que poderão, na segunda-feira, subir além dos níveis catastróficos atingidos em 1898.

O ministério para as Emergências enviou para a região um avião com 53 toneladas de ajuda humanitária.