Última hora

Última hora

25 polícias mortos em ataque no Sinai

Em leitura:

25 polícias mortos em ataque no Sinai

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 25 polícias perderam a vida numa emboscada na península do Sinai.

Homens armados atacaram com lança-granadas dois autocarros onde seguiam os elementos das forças de segurança egípcias, a caminho da cidade de Rafah.

O governo denunciou uma ação “terrorista”, atribuída a militantes islamitas radicais.

Segundo a agência France Press, trata-se do mais mortífero ataque contra a polícia egípcia nos últimos anos.

No rescaldo do incidente, o Egito decidiu fechar novamente a passagem fronteiriça de Rafah com a Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas.

O movimento islâmico palestiniano apressou-se a rejeitar qualquer envolvimento no ataque.

O líder do Hamas, Ismail Haniyeh, sublinhou que “a resistência palestiniana não tem qualquer papel militar no Egito, seja no Sinai ou em Rafah, nem em qualquer outro país árabe”.

Ao mesmo tempo, na cidade de Gaza, grupos de palestinianos manifestavam-se para denunciar o golpe militar no país vizinho e demonstrar o apoio à Irmandade Muçulmana e ao presidente egípcio deposto, Mohammed Morsi.