Última hora

Última hora

Dúvidas sobre circunstâncias da morte de prisioneiros no Egipto

Em leitura:

Dúvidas sobre circunstâncias da morte de prisioneiros no Egipto

Tamanho do texto Aa Aa

O clima de tensão acentua-se no Egipto após a morte em circunstâncias não esclarecidas de pelo menos 38 apoiantes da Irmandade Muçulmana.

De acordo com o Ministério do Interior, os militantes islamistas morreram após um ataque armado contra a carrinha onde seguiam para a prisão.

Os familiares dos presos dizem ter pouca informação.

“O meu irmão foi ontem transferido para a prisão de Abu Zaabal. E ontem a prisão foi atacada. Não sabemos o que lhe aconteceu. Tínhamos planeado visitá-lo na prisão hoje mas disseram-me que muitos prisioneiros foram mortos, por isso viemos ver se ele estava na morgue”, relatou um familiar de um prisioneiro.

O Egipto é palco de intensa violência, um mês e meio após o golpe de Estado contra o presidente Mohamed Morsi.

Os confrontos entre os apoiantes do antigo chefe de Estado e as Forças Armadas provocaram a morte a pelo menos oitocentas pessoas.

Este domingo, a Irmandade Muçulmana anulou as manifestações alegando que o exército colocou snipers nos telhados.