Última hora

Última hora

O renascimento da Kodak

Em leitura:

O renascimento da Kodak

O renascimento da Kodak
Tamanho do texto Aa Aa

A Kodak vai renascer no início de setembro.

O juiz federal de Nova Iorque autorizou o plano da empresa para sair da proteção da lei de falências, à qual tinha recorrido em janeiro de dois mil e doze, devido à dívida que ascendia a 6800 milhões de dólares..

O antigo gigante da fotografia terá 8500 funcionários, metade dos que tinha quando entrou em falência, vai centrar-se na impressão comercial e abandonar a venda e serviços aos particulares.

A dívida do grupo será reduzida em 4100 milhões de dólares.

Nos últimos dez anos, a Kodak fechou dez fábricas, 130 laboratórios fotográficos e suprimiu 47 mil empregos.