Última hora

Última hora

Minutas da FED não esclarecem mercados

Em leitura:

Minutas da FED não esclarecem mercados

Tamanho do texto Aa Aa

Os mercados permanecem sem pistas sobre o calendário de redução dos estímulos à economia norte-americana. As minutas da reunião da Reserva Federal, no final de julho, revelam apenas que a maioria dos membros do Comité de Operações do Mercado Aberto considera que ainda não é bom momento para reduzir o programa de 85 mil milhões de dólares de compra de ativos.

Os investidores têm estado nervosos, penalizando sobretudo as divisas e bolsas dos mercados emergentes, temendo uma redução já a partir de setembro.

Mas para Kevin Cummins, do UBS, a FED tem margem de manobra: “Especula-se que poderiam começar a reduzir, baseando-se na taxa de desemprego, mantendo a política mesmo com uma taxa de 6% ou mesmo 5,5 por cento, para mostrar que vão manter a política acomodatícia por um longo período. Há várias ferramentas”.

A taxa de desemprego nos Estados Unidos é de 7,4%, mas as recentes quedas devem-se em parte ao número de pessoas que abandonou a procura de emprego. Por várias vezes, a FEd reiterou a vontade de manter a política inalterada até que a taxa desça para 6,5 por cento.