Última hora

Última hora

China: Segundo dia do polémico julgamento de Bo Xilai

Em leitura:

China: Segundo dia do polémico julgamento de Bo Xilai

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo dirigente chinês Bo Xilai volta ao banco dos réus pelo segundo dia, para ser julgado pelas acusações de corrupção, desvio de fundos e abuso de poder. A audiência foi marcada pelo testemunho em vídeo da esposa do político, que reconheceu que o marido estava a par dos subornos que ela recebia. “Ele sabia tudo”, disse. “Quando precisávamos de comprar bilhetes de avião ligávamos para (o empresário) Xu Ming e o escritório dele tratava dos bilhetes.”

Gu Kailai surgiu muito magra nas imagens, filmadas na cadeia, onde cumpre prisão perpétua pelo alegado assassínio de um empresário britânico. Bo Xilai defendeu-se declarando que a esposa está louca e que o testemunho foi obtido mediante pressão psicológica e a esperança de redução de pena para ela. Ontem, o antigo dirigente tinha negado todas as acusações de suborno.

Os apoiantes de Bo Xilai denunciam um processo político: ‘‘Os cidadãos comuns sabem que Bo Xilai era um herói contra os gangues em Chongking. O herói foi derrubado, não podemos fazer nada. Queremos assistir ao julgamento mas não nos deixam. Falam em julgamento ‘público’ mas como é que pode ser ‘público’ se os cidadãos não podem entrar no tribunal?”, lançava um homem perto do tribunal.

A sala de audiência também está vedada à imprensa internacional. Vários analistas alertam que a pena já foi decidida no seio das mais altas esferas do Partido Comunista.