Última hora

Última hora

Reino Unido: autoridades investigam documentos apreendidos

Em leitura:

Reino Unido: autoridades investigam documentos apreendidos

Tamanho do texto Aa Aa

No Reino Unido as autoridades já estão a investigar os documentos encontrados no computador de David Miranda, parceiro do jornalista norte-americano Glenn Greenwald, jornalista do diário britânico Guardian que se encontra no centro da controvérsia que envolve o antigo analista da CIA, Edward Snowden.

No domingo passado, Miranda foi detido por nove horas no aeroporto de Heathrow em Londres, enquanto se encontrava em trânsito para o Brasil.

Reagindo à decisão do tribunal que autorizou esta quinta-feira o exame dos documentos apreendidos, a advogada de David Miranda afirma que as autoridades britânicas tem até dia 30 para provar que existe uma ameaça genuína à segurança nacional.

“O ministério do Interior e a polícia têm agora sete dias para provar que existe uma ameaça genuína à segurança nacional em vez de fazerem meras asserções como aconteceu hoje”, adiantou Gwendolen Morgan, advogada de David Miranda, à saída do tribunal.

Depois do Guardian, também o diário Independent iniciou a publicação de informações obtidas a partir de documentos revelados por Edward Snowden. De acordo com a edição desta quinta-feira, o governo britânico teria uma base secreta no Médio Oriente a partir da qual intercetaria chamadas telefónicas, emails e tráfego na internet naquela região.