Última hora

Última hora

Síria: Rússia e EUA consideram necessária investigação da ONU

Em leitura:

Síria: Rússia e EUA consideram necessária investigação da ONU

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia e os Estados Unidos da América estão de acordo de que é necessária uma investigação objetiva por parte das Nações Unidas, para se saber se houve ou não um ataque químico na Síria.

Moscovo aconselhou, esta sexta-feira, Bashar al-Assad a deixar os peritos investigarem.

Para Washington, quem não deve, não teme…

A porta-voz do departamento de Estado norte-americano, Jennifer Psaki, afirma que “se o regime não está relacionado com esses ataques, se não houve a utilização de armas químicas, então não há nenhuma razão para não deixar a equipa da ONU, que está no terreno, disponível e com vontade de investigar, fazer isso.”

O acordo entre os dois países, em relação à Síria, só foi possível depois de começarem a circular, nos “media” internacionais, imagens de pessoas, que alegadamente terão morrido devido a um ataque do exército com um gás tóxico.

Segundo o jornal francês “Le Figaro” e o sítio israelita Debkafile, o governo de Bashar al-Assad terá utilizado armas químicas, em resposta de incursões às forças opositoras apoiadas por comandos jordanos, israelitas e norte-americanos.

O ataque químico, nos arredores de Damasco, ainda não foi confirmado. De acordo com os rebeldes mais de uma centena de pessoas, incluindo crianças, terá morrido.