Última hora

Última hora

EUA aumentam presença naval no Mediterrâneo

Em leitura:

EUA aumentam presença naval no Mediterrâneo

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos anunciaram que vão aumentar a presença militar no mediterrâneo a fim preparar uma eventual intervenção militar na Síria.

O secretário norte-americano da defesa, Chuck Hagel, sugeriu uma possível intervenção na sequência dos ataques com armas químicas.

Este fim de semana. Obama reúne-se com os seus conselheiros de segurança para discutirem a situação no terreno.

A concretizar-se, trata-se do primeiro encontro de alto nível com especialistas em política externa desde o alegado ataque com armas químicas ocorrido na quarta-feira passada num subúrbio de Damasco.

Indicações preliminares avançadas pelos serviços secretos norte-americanos apontam para a utilização de armas químicas pelo regime de Assad.

Na sexta-feira, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon anunciou a intenção de investigar de forma aprofundada as consequências do alegado ataque com armas químicas.

Este sábado está prevista a chegada a Damasco de uma alta funcionária da ONU que vai tentar pressionar as autoridades sírias a garantirem o acesso de inspetores da ONU ao local do ataque.