Última hora

Última hora

Aniversário de milícia pró-nazi gera polémica na Eslovénia

Em leitura:

Aniversário de milícia pró-nazi gera polémica na Eslovénia

Tamanho do texto Aa Aa

A celebração do septuagésimo aniversário da milícia pró-nazi Domobranci desencadeou a polémica na Eslovénia. A Guarda Nacional apoiou as tropas de Hitler na luta contra a guerrilha comunista na Segunda Guerra Mundial. O elemento polémico desta celebração foi a participação do ex-primeiro-ministro conservador, Janez Jansa, na cerimónia de domingo.

No seu discurso, o dirigente da oposição afirmou que “a resistência a qualquer tipo de mal histórico do século passado, na Europa e na Eslovénia, era e é legítimo. Por isso se deve respeitar quem lutou com sinceridade contra o fascismo, o nacional-socialismo e o comunismo. Todos os que morreram em nome desta resistência merecem uma sepultura.” Janez Jansa recordou que a Guarda Nacional foi destruída pelos comunistas e que os seus elementos não tiveram um enterro digno.

O presidente dos sociais-democratas, Igor Luksic, acusou em seguida o ex-primeiro-ministro e a direita eslovena de passarem do anticomunismo ao pró-fascismo.