Última hora

Última hora

Síria: Inspetores da ONU garantem que primeiro dia de trabalho foi "produtivo"

Em leitura:

Síria: Inspetores da ONU garantem que primeiro dia de trabalho foi "produtivo"

Tamanho do texto Aa Aa

Os 20 inspetores da ONU que estão na Síria a investigar o uso de armas químicas garantem que o primeiro dia de trabalho foi muito produtivo, mesmo depois da coluna onde seguiam ter sido atingida a tiro por atiradores furtivos. De acordo com as informações das Nações Unidas primeiro veículo do grupo foi atingido de forma continuada por “snipers não identificados”.

Ninguém ficou ferido neste ataque. A caravana de carros da ONU estava a ser escoltada pelos serviços de segurança sírios. Os inspetores foram levados para um espaço seguro até serem substituidos os veículos, tendo seguido depois para o local da investigação, em Ghouta oriental, na periferia de Damasco.

O regime sírio já garantiu que os disparos foram realizados pelos rebeldes.

O secretário-geral das Nações Unidas, em declarações feitas na Coreia do Sul, já reagiu a este ataque. Ban Ki-moon deu instruções à alta representante da ONU para o desarmamento, Angela Kane, que se encontra em Damasco para “apresentar uma queixa ao governo sírio e às responsáveis da oposição para que uma situação do género não volte a acontecer e para que seja garantida a segurança dos inspetores.”
O secretário-geral da ONU disse ainda que “equipa vai ter segurança reforçada a partir de amanhã e que espera um relatório completo.”

Mesmo depois do ataque os elementos da equipa encontraram-se depois com vítimas do ataque da passada quarta-feira, alegadamente levado a cabo pelo exército sírio, com recurso a armas químicas. A comunidade internacional espera pelas conclusões desta inspeção para decidir se avança ou não com uma ação militar na Síria.