Última hora

Última hora

Inspetores da ONU alvo de tiros na Síria

Em leitura:

Inspetores da ONU alvo de tiros na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Os inspetores da ONU que estão a Síria a investigar o uso de armas químicas foram alvo de tiros, em Damasco. De acordo com um porta-voz das Nações Unidas não há feridos. Os inspetores foram obrigados a mudar de veículo e regressaram ao local da investigação. Os trabalhos tinham começado esta segunda-feira de manhã.
O regime sírio já responsabilizou os rebeldes pelo ataque aos inspetores.

O secretário-geral da ONU, afirmou esta segunda-feira que não podem ser permitidos mais atrasos na investigação. Em declarações aos jornalistas em Seul, na Coreia do Sul, Ban Ki-moon agirmou que “todas as horas contam. Não podemos permitir mais atrasos”.

Entretanto, este fim-de-semana, a organização humanitária Médicos Sem Fronteiras confirmou a morte de 355 pessoas com sintomas neurotóxicos em três hospitais sírios.

“Os pacientes chegaram em massa, 3600 em poucas horas, com sintomas de uma contaminação massiva num local preciso. Os pacientes apresentavam sinais de complicações respiratórias, convulsões, perdas de consciência. Alguns morreram com sintomas que nos permitem dizer que se tratou de uma intoxicação por um agente químico.”

Os grupos da oposição ao regime de Damasco garantem que o ataque com recurso a gás sarin que ocorreu na passada quarta-feira, nos arredores da capital síria foi feito pelas forças do Presidente Bashar al-Assad e causou a morte de mais de mil pessoas.