Última hora

Última hora

China acusa britânico e americana de negócios ilícitos com informações confidenciais

Em leitura:

China acusa britânico e americana de negócios ilícitos com informações confidenciais

Tamanho do texto Aa Aa

A China acusou um britânico e a mulher, americana, de comprar e vender ilegalmente informações confidenciais.

Peter Humphrey e Yu Yingzeng foram detidos em Xangai, no mês de junho, no decurso de uma investigação à escala nacional sobre alegados subornos praticados pelo laboratório farmaceutico britânico GlaxoSmithKline (GSK).

Perante as câmaras de uma televisão estatal Humphrey, que já foi jornalista da REUTERS, admitiu ter por vezes atuado de forma ilícita para obter informações. Na mesma ocasião afirmou estar arrependido e pediu desculpa ao governo chinês.

Um investigador da polícia divulgou que o casal obteve um elevado número de documentos de agregados familiares, informações sobre viagens internacionais e registos de propriedade que depois vendeu a advogados, multinacionais e instituições financeiras.

O casal fundou a ChinaWhys uma empresa de consultadoria que trabalhava para muitas firmas, incluindo a GSK. Contudo, não existem referencias oficias ou mediáticas sobre uma possível ligação aos alegados subornos do laboratório britânico.