Última hora

Última hora

Síria: Membros permanentes do Conselho de Segurança analisam projeto de resolução britânico

Em leitura:

Síria: Membros permanentes do Conselho de Segurança analisam projeto de resolução britânico

Tamanho do texto Aa Aa

Os embaixadores dos 5 países membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas estão reunidos para examinar um projeto de resolução britânico para a Síria.

Contudo a Rússia, aliado fiel de Damasco, adiantou que será necessário esperar pelo regresso dos inspetores que se deslocaram à Síria para se discutir a resolução.

Anders Fogh Rasmussen, secretário-geral da Aliança Atlântica, após uma reunião em Bruxelas com os embaixadores dos países aliados disse que a A NATO considera “inaceitável” o uso de armas químicas na Síria.

“O regime sírio tem custódia de um arsenal de armas químicas. Informações disponibilizadas por uma grande variedade de fontes apontam para a responsabilidade do regime sírio na utilização de armas químicas em ataques.Isso é uma violação clara de normas e práticas internacionais”, afirmou Rasmussen.

Para o Irão, uma intervenção militar estrangeira na Síria será um desastre para a região.

“Essa atitude irresponsável trará o caos à região e os países ingénuos serão consumidos pelas chamas”, disse Ali Arijani, presidente do Parlamento iraniano.

O exército Israelita elevou o nível de alerta junto à fronteira com a Síria nos Montes Golã e colocou todos os sistemas de mísseis defensivos em “stand by” para serem activados caso Damasco retalie uma eventual intervenção militar internacional.