Última hora

Última hora

Reino Unido: Parlamento e Câmara dos Comuns chumbam ação militar britânica na Síria

Em leitura:

Reino Unido: Parlamento e Câmara dos Comuns chumbam ação militar britânica na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento britânico chumbou quinta-feira a possibilidade de o Reino Unido participar numa ação militar na Síria.

O resultado da votação, hoje na Câmara dos Comuns, obrigou o primeiro-ministro, David Cameron, a reconhecer que “o parlamento e os britânicos não querem uma intervenção militar”.

“Creio que o povo americano e o Presidente Obama compreenderão isso. Temos de ouvir o que o Parlamento diz e o Parlamento foi muito claro ao dizer que não quer o envolvimento britânico em ações militares. Assim sendo, agiremos em conformidade”, disse David Cameron.

O líder do Partido Trabalhista, na oposição, reforçou a decisão do parlamento.

“Se a Grã-Bretanha se tivesse precipitado na senda da guerra, sem o apoio da comunidade internacional, sem o aval das Nações Unidas, seria mau para o nosso país e mau para o povo da Síria. O Iraque deve servir de lição”, afirmou Ed Miliband.

Por seu lado, apesar da rejeição britânica, os Estados Unidos, segundo Caitlin Hayden porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, atuarão na Síria de acordo com os seus melhores interesses.