Última hora

Última hora

Zona euro: Otimismo aumenta e desemprego estabiliza

Em leitura:

Zona euro: Otimismo aumenta e desemprego estabiliza

Tamanho do texto Aa Aa

A confiança dos consumidores e empresários da zona euro subiu em agosto para máximos de dois anos, apesar de pairarem nuvens negras no horizonte.

O otimismo registou a quarta subida mensal consecutiva. Segundo os dados da Comissão Europeia, o aumento de agosto foi de 2,7 pontos para 95,2, um valor que superou as previsões dos analistas e que acompanha a situação económica.

A zona euro saiu de ano e meio de recessão no segundo trimestre, mas a retoma está longe, sobretudo, ao nível do emprego.

Em julho, a taxa de desemprego estabilizou nos 12,1% na zona euro e nos 10,9% na União Europeia.

Segundo o Eurostat, Espanha continua a registar a taxa mais elevada, com 26,3%, na ausência de dados da Grécia e Croácia para julho. Os dados gregos referem-se a maio e nessa altura o desemprego estava nos 27,6 por cento.

Portugal surge em quinto lugar, com o desemprego a cair pelo terceiro mês consecutivo. O desemprego recuou duas décimas para 16,5%. Mas entre os jovens até aos 25 anos, a taxa é de 37,4%. Em Espanha supera os 56 por cento.