Última hora

Última hora

França reafirma vontade em punir regime sírio e reitera aliança com EUA

Em leitura:

França reafirma vontade em punir regime sírio e reitera aliança com EUA

Tamanho do texto Aa Aa

França é o aliado improvável dos Estados Unidos depois da recusa do parlamento britânico em participar numa campanha militar contra a Síria. O presidente François Hollande reiterou na sexta-feira a vontade de Paris em punir o regime de Bashar al-Assad, uma vez que partilha a mesma convicção que Barack Obama, relativamente à autoria do alegado ataque com armas químicas nos arredores de Damasco, no dia 21 de agosto, que fez centenas de mortos.

Horas antes, o presidente americano voltou a dar mostras da sua determinação:

“O mundo tem a obrigação de assegurar que as normas que impedem a utilização de armas químicas sejam cumpridas. Ainda não tomei uma decisão final sobre várias ações que podem ser tomadas para ajudar a implementar essas normas. Como já disse, os nossos militares e as nossas equipas estão a avaliar várias opções. Em nenhuma delas estamos a considerar uma ação militar que implique homens no terreno ou que implique uma campanha de longo prazo.”

Barack Obama e François Hollande, apesar de determinados, têm de contar com a oposição dos seus cidadãos. Numa sondagem publicada este sábado em França, 64 por cento da população opõe-se a uma intervenção armada na Síria e 58 por cento dos franceses não confiam na capacidade militar do chefe de Estado.