Última hora

Última hora

Alemanha: Última oportunidade para Steinbruck recuperar do atraso para Merkel

Em leitura:

Alemanha: Última oportunidade para Steinbruck recuperar do atraso para Merkel

Tamanho do texto Aa Aa

É o único debate na televisão e a última oportunidade para Peer Steinbruck recuperar algum do muito atraso que tem em relação a Angela Merkel na corrida à chancelaria alemã.

Este domingo à noite, os líderes do SPD e da CDU enfrentam-se na televisão pública. Steinbruck é visto como um bom orador, com “capacidade para atacar Merkel”. Da chanceler, diz-se que é perita em “não dizer nada”. O duelo, a exatamente três semanas das legislativas, está a despertar enorme interesse junto do público, como explicou uma das jornalistas que irá moderar o encontro e que ficou “impressionada” ao ler que metade dos alemães irá seguir o debate.

Merkel procura reconduzir no poder uma aliança maioritária com os liberais e coloca em evidência os bons dados económicos que, segundo ela, fazem do seu governo, o mais bem-sucedido desde a reunificação. Mas, para um analista, é bom “que ela não aborreça os eleitores com muitas estatísticas porque eles podem reagir negativamente. Já Peer Steinbruck tem força para atacar e criar polémica, mas tem de ter cuidado para não exagerar no tiro ao alvo”, concluiu Carsten Reinemann, investigador na Universidade Ludwig-Maximilians, em Munique.

Merkel goza ainda de uma popularidade muito maior do que Steinbruck. O líder do SPD tem tentado demarcar-se com argumentos de política social, mas cada vez que apresenta uma proposta, os democratas cristãos respondem com um articulado semelhante. Exemplo: O SPD propôs um salário mínimo de 8,5 euros por hora, a CDU respondeu com um plano para que nenhum salário possa estar abaixo de uma certa percentagem do que foi fixado pelos acordos setoriais.