Última hora

Última hora

Gays alemães pedem boicote aos Jogos de Sochi

Em leitura:

Gays alemães pedem boicote aos Jogos de Sochi

Gays alemães pedem boicote aos Jogos de Sochi
Tamanho do texto Aa Aa

Em Berlim, cerca de 2000 membros da comunidade gay manifestaram-se para pedir um boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 em Sochi, na Rússia, por causa das leis consideradas homofóbicas.

A Duma aprovou uma lei a proibir a propaganda homossexual, supostamente para proteger as crianças, mas o texto é visto como um apelo à discriminação e tem levado a uma onda de protestos muito para além das fronteiras russas.

“Estamos aqui porque somos seres humanos e acreditamos que, em 2013, os direitos humanos devem ser defendidos em todos os locais deste planeta”, diz o apresentador de televisão Alfonso Pantisano, que participou no protesto.

Outro ativista gay, que usa o nome artístico de “Gloria Viagra Boydrag”, acrescenta: “Apoio um boicote aos Jogos Olímpicos e também uma exclusão da equipa russa. Tendo em conta que os Jogos já foram organizados em Pequim e agora na Rússia, penso que chegou a altura de correr com esses velhos caretas do Comité Olímpico Internacional”.

A política de Putin em relação aos homossexuais levou já vários membros da comunidade, nomeadamente artistas, a exilar-se noutros países.