Última hora

Última hora

Atraso dos EUA reforça tom de desafio do regime sírio

Em leitura:

Atraso dos EUA reforça tom de desafio do regime sírio

Tamanho do texto Aa Aa

O atraso e a incerteza sobre uma eventual ação militar internacional reforçam o tom de desafio do presidente sírio. Bashar al-Assad disse este domingo que o seu Exército pode enfrentar qualquer ataque, enquanto o número dois da diplomacia síria classificou Barack Obama de “hesitante e confuso”.

Em jeito de aviso e depois de um encontro com Assad em Damasco, o chefe da Comissão de Segurança Nacional e Política Estrangeira do Irão, afirmou que “qualquer agressão militar contra a Síria irá alastrar-se a todo o Médio Oriente e, para começar, irá ameaçar a segurança de Israel”.

A oposição síria acusa o regime de estar a deslocar equipamento militar e tropas para zonas civis e a usar prisioneiros como escudos humanos em instalações militares.

Segundo a agência Reuters, associações civis de apoiantes de Assad lançaram em Damasco uma campanha de “escudos humanos” para alvos potenciais de um ataque internacional.