Última hora

Última hora

Progresso tornou europeus 11 centímetros mais altos, em média

Em leitura:

Progresso tornou europeus 11 centímetros mais altos, em média

Tamanho do texto Aa Aa

Os homens europeus são, em média, 11 centímetros mais altos do que eram há um século, medindo 1,78 m.

Tal deve-se, sobretudo, aos progressos no combate a várias doenças, mas também à melhoria das condições sócioeconómicas.

O estudo do economista Timothy Hatton, da universidade britânica de Essex, cobre o período de 1870 a 1980, em 15 países.

No caso de Portugal, a média é de mais oito centímetros, atingindo 1,72 m. Mas os dados existem só desde 1911.

Martine Vercauteren, professora na Universidade Livre de Bruxelas, explica que “este é um processo que se tornou evidente depois da revolução industrial nos países europeus, na América do Norte e nalguns países africanos. É algo que se explica pela melhoria das condições de vida, que suprimiu factores fatores que desaceleram o crescimento e que impedem a expressão de todo o nosso potencial genético”.

“Algumas vozes dizem que se esse processo parar é porque cessa a melhoria das condições de vida. E podemos dizer que certos fatores, como a poluição, por exemplo, podem provocarar um dia o movimento inverso”, acrescenta.

Segundo o estudo, o facto das famílias serem cada vez menos numerosas e de haver mais rendimento disponível, permitiu obter melhor alimentação, habitação, infra-estruturas sanitárias e acesso aos serviços de saúde e de segurança social.