Última hora

Última hora

Síria: 10 mil refugiados cruzam fronteira com a Turquia

Em leitura:

Síria: 10 mil refugiados cruzam fronteira com a Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes sírios afirmam ter tomado uma das mais importantes bases militares do regime, em Al-Qalamoun, nos arredores de Damasco.

Uma ação reivindicada pelo grupo jihadista, “Brigada do Islão”, num vídeo que mostra vários tanques e armamento do exército a serem apreendidos pelos rebeldes.

O ataque ocorre num momento em que, segundo fontes diplomáticas, o exército sírio teria transferido homens e armas de várias instalações, face à iminência de uma intervenção militar internacional.

No Leste do país, os rebeldes afirmam ter abatido um avião da força aérea, de fabrico russo, na região de Deir al-Zor.

Os combates que duram há dois anos, em conjunto com a ameaça de uma ação militar continuam a alimentar um novo fluxo de refugiados.

Cerca de 8 mil sírios cruzaram a semana passada a fronteira turca, quando Líbano e Jordânia começaram a limitar a entrada de novos refugiados, por falta de espaço em campos sobrelotados.

Os combates coincidem com as ameaças proferidas pelo presidente Bashar Al-Assad, numa entrevista exclusiva ao jornal francês Le Figaro.

O presidente sírio alertou Paris para as “consequências negativas” de um ataque internacional, advertindo para o risco de “uma guerrra regional”.

Assad considerou ainda “ilógicas” as acusações de EUA e França sobre a responsabilidade do regime no ataque químico de 21 de agosto, uma vez que, “vários soldados sírios ficaram igualmente feridos no ataque”.