Última hora

Última hora

Wajda retrata Lech Walesa

Em leitura:

Wajda retrata Lech Walesa

Tamanho do texto Aa Aa

A homenagem do cineasta Andrzej Wajda ao antigo presidente polaco Lech Walesa é um dos grandes destaques do Festival de Cinema de Veneza. Após um mandato presidencial controverso e de ter sido acusado de colaborar com a antiga polícia política, a figura de proa do combate ao regime comunista sofreu nos últimos anos um rude golpe. Para o cineasta polaco de 87 anos, Walesa é um héroi nacional.

“Penso que não pode continuar a haver tanta informação falsa que leva a que ele seja visto como a causa de muitos problemas. Ninguém se lembra que foi ele que nos trouxe a liberdade”, disse Andrzej Wajda.

No final dos anos 60, quando trabalhava como electricista num estaleiro naval, Walesa assistiu à repressão violenta das manifestações operárias.
Um acontecimentos trágico que o levou a criar um sindicato independente do partido comunista.

“Ele percebeu o que o podíamos fazer e fizemo-lo do fundo do coração. Foi o filme mais difícil que fiz na minha vida. Foi difícil porque o héroi ainda está vivo e e há muitas opiniões diferentes e questões controversas”, acrescentou Andrzej Wajda

O filme é apresentado no Festival de Cinema de Veneza fora da competição oficial.