Última hora

Última hora

Bulgária: Protestos na reabertura do Parlamento

Em leitura:

Bulgária: Protestos na reabertura do Parlamento

Tamanho do texto Aa Aa

No primeiro dia de trabalhos do Parlamento búlgaro centenas de manifestantes reuniram-se na frente do edifício exigindo a demissão do governo.

A coligação no poder, liderada pelos socialistas, recusa-se a ceder, apesar de oitenta dias consecutivos de protestos na capital do país.

Um pequeno grupo tentou invadir o Parlamento mas foi rapidamente rechaçado pela polícia antimotim. Seis manifestantes foram detidos.

Do lado oposto algumas centenas de simpatizantes do governo manifestavam o seu apoio ao executivo.

A primeira sessão parlamentar foi iniciada apesar de uma ameaça de bomba, que se verificou ser falsa.
O líder do principal partido da oposição, o ex Primeiro-Ministro Boïko Borissov, reclamou a demissão imediata do governo, hipótese que foi rejeitada pelo chefe de fila dos socialistas, Serguei Stanichev.

Os manifestantes acusam o governo de ser gerido por uma oligarquia, pelo que reclamam a renovação da classe política.