Última hora

Última hora

Oposição francesa pede voto no parlamento sobre intervenção militar na Síria

Em leitura:

Oposição francesa pede voto no parlamento sobre intervenção militar na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento francês debate esta tarde uma possível intervenção militar na Síria, com a oposição de centro-direita a exigir um voto sobre o tema.

O primeiro-ministro, Jean Marc-Ayrault, expôs as razôes que levaram o presidente Hollande a defender uma intervenção, dentro de uma coligação internacional e apenas se o congresso norte-americano aprovar a decisão no próximo dia 9 de setembro.

Num discurso curto Ayrault reafirmou a responsabilidade do regime sírio no ataque químico de Agosto e defendeu que a decisão de avançar não deverá ser submetida ao parlamento, uma vez que a constituição francesa não prevê a obrigação do presidente consultar os deputados.

O líder da bancada parlamentar da oposição, Christian Jacob, exigiu por seu lado a necessidade de um mandato da ONU para agir, pedindo ao governo que aguarde pelo resultado da missão de inspetores das Nações Unidas.

O debate parlamentar vai terminar sem um voto final dos deputados.

O presidente Hollande afirmou já que deverá dirigir-se ao país sobre o assunto após o voto do congresso norte-americano, na próxima semana.