Última hora

Última hora

Espaço: China ruma à lua

Em leitura:

Espaço: China ruma à lua

Tamanho do texto Aa Aa

A próxima missão lunar chinesa, a Chang’e-3, está programada para o final de 2013. A missão vai consistir na aterragem, pela primeira vez, de uma sonda espacial chinesa num corpo celeste, a lua. Para que a alunagem seja suave a missão vai utilizar um mecanismo antipressão, para reduzir a velocidade do motor. Foram escolhidos cinco locais para poisar. A sonda tem uma capacidade de carga de 20 kg, e será equipada com oito instrumentos, incluindo uma câmara panorâmica e um radar de exploração lunar.

“O sistema de deteção foi a nossa prioridade na pesquisa e no desenvolvimento, com 80 por cento de novas tecnologias e novos métodos. Portanto, a dificuldade foi enorme. Passámos seis anos a desenvolver os cinco principais sistemas. Todos os preparativos foram feitos de acordo com o plano original,” explica o cientista Wu Weiren.

Durante os três meses de duração a missão Chang’e-3 vai transmitir imagens, em tempo real, e analisar amostras de solo. A China lançou a Chang’e-1 em 2007 e Chang’e-2 em 2010. A primeira teve como objetivo mapear a superfície lunar, na segunda elaborou-se um mapa de alta resolução da lua. A China prevê mais missões ao satélite terrestre num futuro próximo.