Última hora

Última hora

Quénia abandona o TPI

Em leitura:

Quénia abandona o TPI

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento queniano votou esta quinta-feira a saída da jurisdição do Tribunal Penal Internacional.

Em causa estão os julgamentos do Presidente e do Vice-Presidente, respetivamente Uhuru Kenyatta e William Ruto, cujas audições preliminares decorrem em Haia.

O julgamento do vice-presidente começa terça-feira e o de Kenyatta está agendado para novembro.

Apesar da decisão parlamentar queniana, o TPI fez saber que avançará com os respetivos julgamentos. A instituição sediada em Haia afirma que o processo de saída do Quénia demorará pelo menos um ano e não afetará os casos em curso.

Kenyatta e Ruto afirmaram que irão continuar a colaborar com o tribunal.

Os dois governantes são acusados de em 2007 orquestrarem a violência étnica pós eleitoral que fez mais de 1200 mortos e mergulhou a maior economia da África oriental, numa profunda crise.