Última hora

Última hora

Cinema: Polémica ensombra estreia de "Diana"

Em leitura:

Cinema: Polémica ensombra estreia de "Diana"

Tamanho do texto Aa Aa

Dezasseis anos após a morte da princesa Diana, surge um filme que retrata os últimos dois anos da vida da “princesa do povo”, até ao acidente de automóvel em Paris, a 31 de agosto de 1997.

Naomi Watts encarna Diana. Realizado pelo alemão Oliver Hirschbiegel, o filme baseia-se no livro “Diana: Her last love”, de Kate Snell, publicado em 2001. No centro da trama, um alegado romance secreto da princesa com o cirurgião paquistanês Hasnat Kahn.

Para Naomi Watts, o processo de construção da personagem fez-se de uma maneira diferente do habitual. “Normalmente, quando se assume uma personagem, trabalha-se a partir do interior e depois chega-se ao exterior, de modo a darmos atenção à aparência à forma de andar, à voz, e coisas assim… Neste caso fiz o inverso. Comecei com o aspeto e com a voz, sendo, obviamente, o mais importante e, em seguida, entrei na vida interior”, explica a atriz.

Coube ao ator britânico Naveen Andrews, o papel do cirurgião paquistanês Hasnat Khan. “Creio que o que era incomum sobre o doutor Hasnat Khan para Diana era que ele não a tratava como o ícone que ela era,” conta o ator.

Para o realizador o filme retrata uma história de amor. Algo que, segundo Hirschbiegel, o cinema deixou de dar importância.

“As histórias de amor não aparecem com frequência. Parece um género que já não se faz. Estou certo que as pessoas querem isso,” assegura Hirschbiegel.

Antes da estreia o filme gerou já muita polémica.

Hasnat Kahn nunca confirmou, publicamente o alegado relacionamento com Diana e afirmou, aos “media” britânicos, que o filme se baseia em “boatos” e parecia “completamente falso”.

A película acaba, também, por alimentar uma teoria da conspiração de que a princesa foi assassinada por um membro das forças armadas britânicas. Um assunto sensível na Grã-Bretanha.

O Palácio de Buckingham escusou-se a comentar o filme…

“Diana” chega às salas portuguesas a 26 de setembro.