Última hora

Última hora

Coreia do Sul proíbe exportações de pescado japonês

Em leitura:

Coreia do Sul proíbe exportações de pescado japonês

Tamanho do texto Aa Aa

O pescado proveniente de oito regiões japonesas, entre as quais Fukushima, passou a ser interdito na Coreia do Sul. Ao todo, estão em causa exportações na ordem das cinco mil toneladas de peixe e crustáceos. As autoridades sul-coreanas justificam a medida com a falta de informação sobre as fugas contínuas de água radioativa da central acidentada em março de 2011. “Esta decisão foi tomada tendo em conta as incertezas sobre o rumo da situação. É muito difícil fazer previsões com base nas informações que o governo japonês está a fornecer”, declarou o porta-voz do executivo, Shin Joong-Don.

Do lado nipónico, contrapõe-se que não há dados científicos que motivem este passo. “Desde o acidente nuclear que foram implementadas as mais rigorosas medidas de segurança do mundo, assim como controlos apertados sobre as exportações de produtos alimentares”, aponta Yoshihide Suga, do executivo japonês.

Também a China proibiu a importação de inúmeros produtos nipónicos, incluindo legumes e laticínios, numa altura em que o Japão exibe os últimos argumentos na corrida aos Jogos Olímpicos de 2020.