Última hora

Última hora

França: Homicídio de família britânico-iraquiana permanece um mistério

Em leitura:

França: Homicídio de família britânico-iraquiana permanece um mistério

Tamanho do texto Aa Aa

Uma investigação sem fim à vista. Este é o ponto da situação, um ano depois do assassínio de três elementos uma família britânica de origem iraquiana, nos Alpes franceses, e de um ciclista local, que as autoridades pensam tratar-se de uma vítima colateral. Saad al-Hilli trabalhava para uma empresa de satélites civis pelo que a espionagem industrial é uma das hipóteses de investigação.

“Sabemos que a empresa inglesa que o empregava trabalhava para bastantes países. Temos um trabalho complexo pela frente porque quando se fala de espionagem industrial pode-se pensar na intervenção de serviços secretos. De momento não sabemos nada, trata-se de uma parte da investigação bastante complexa que vai exigir bastante tempo e talvez não dê em nada, mas o inquérito está longe de estar concluído a este respeito” – explicou o procurador do ministério público francês, Eric Maillaud.

A disputa de uma herança é uma das pistas. O irmão de Saad al-Hili foi detido em Inglaterra, em junho, mas foi libertado por falta de provas. As duas filhas da família sobreviveram à matança, apesar de um ter sido baleada.