Última hora

Última hora

Irão pode retirar apoio a Bachar

Em leitura:

Irão pode retirar apoio a Bachar

Tamanho do texto Aa Aa

Obama em busca de apoio do Congresso para atacar o regime sírio. Teerã juntamente com Moscovo tem defendido Bachar Al Assad desde o início da guerra civil. O recente uso de armas químicas por parate de Damasco parece ter resfriado os iranianos que conhecem bem as consequências dos ataques químicos no tempo de Sadam Hussein.

Reza Marashi, Research Director, National Iranian American Council:

“O uso de armas químicas por parte do governo Assad foi a proverbial gota de água que transbordou. Mas eu gostaria de dizer que a matança indiscriminada de sírios inocentes em nome do governo Assad , pelo governo de Assad foi de facto uma infeliz decisão que muito vai contribuir para a perda de aliados e os iranianos já manifestaram isso há algum tempo”.

Alguns comentários públicos no Irão sugerem que o apoio de Teerão a Bachar Al Assad pode não ser incondicional e ventos de mudança surgem no horizonte.

“A Síria não é o aliado, foi a dada altura. O interesse estratégico do Irão mudou como resultado do fato de que o próprio Estado sírio entrou em colapso e que o controle de seu próprio território por parte de Bashar está agora muito limitado. Assim, os iranianos estão a pensar se devem manter esta relação ou não”. Suzanne Maloney

Em Washington o correspondente da Euronews comenta:
“A comunidade política externa de Washington está dividida sobre o papel que o Irão pode e vai jogar no futuro na região. Ainda há muita desconfiança no país mas alguns acreditam numa abertura para uma nova relação entre o Irão e os Estados Unidos – desde que, é claro, Assad seja derrotado na Síria “ .