Última hora

Última hora

Países BRIC criam fundo de emergência

Em leitura:

Países BRIC criam fundo de emergência

Tamanho do texto Aa Aa

Os lideres dos países BRIC – Brasil, Rússia, Índia e China – que estão em S. Petersburgo, na cimeira do G20, anunciaram a criação de um fundo de emergência, para as suas economias.

O fundo poderá ter um valor próximo dos 100 mil milhões de dólares.

Com ele, pode-se socorrer qualquer das economias BRIC, que entre em dificuldades financeiras.

Como diz o enviado da euronews, nas economias avançadas, o clima é de otimismo, com reservas:

“Há quatro anos, os líderes do G20 uniram-se, na luta contra a crise económica. Hoje, estão cautelosamente otimistas, com a perspectiva de uma recuperação global. Mas ainda não há quallquer acordo para lidar com os abalos secundários, para além do plano da Reserva Federal e do seu programa de estímulo”.

Manter o dinheiro barato, para que ele entre na economia e aumente o investimento, parece ser o objetivo.

O Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso reconheceu os problemas que atingem algumas economias emergentes. E lembrou que a prosperidade dos mercados BRIC é fundamental, para o crescimento mundial:

“Nós gostaríamos que os mercados emergentes mantivessem o seu crescimento, em valores próximos do seu real potencial. Na realidade, eles estão a reconhecer que existem alguns problemas – e são problemas diferentes, consoante a região. O crescimento nos mercados emergentes tem sido – e espero que continue a ser – um motor do crescimento global”.

Alan Alexandroff, professor de Economia na Universidade de Toronto, diz que as economias emergentes passam por um período de ressaca.

Primeiro, desenvolveram-se rapidamente, com as injecções de dinheiro barato, feitas na economia, pelos respectivos bancos centrais.

Mas o dinheiro agora ficou mais caro e as economias dos BRIC arrefeceram.