Última hora

Última hora

Três cidades em busca do sonho olímpico

Em leitura:

Três cidades em busca do sonho olímpico

Tamanho do texto Aa Aa

Madrid, Istambul ou Tóquio. Este sábado saberemos qual destas três cidades irá acolher os Jogos Olímpicos de 2020, após a eleição que terá lugar no 125º congresso do Comité Olímpico Internacional em Buenos Aires, na Argentina.

O favoritismo está do lado da capital espanhola, que perdeu as duas últimas corridas olímpicas para Londres e Rio de Janeiro mas que nunca deixou de trabalhar nesse sentido. Agora chegou a altura de colher os benefícios.

Para a alcalidessa de Madrid, Ana Botella, a candidatura espanhola não apresenta qualquer risco uma vez que 80% das infraestruturas estão prontas.

Se Madrid é a opção de baixo custo, Istambul apresenta-se como a mais ambiciosa com um orçamento dez vezes superior à candidatura espanhola. A instabilidade social que se vive no país não assusta a organização.

Hasan Arat, responsável pela candidatura, acredita que o movimento olímpico precisa de se abrir às novas culturas e visões que povoam este pedaço do planeta.

No caso de Tóquio, a maior vantagem prende-se com a proximidade entre os vários recintos desportivos, a grande maioria a menos de oito quilómetros da aldeia olímpica. Ironicamente, a grande ameaça surge a praticamente 300 quilómetros: Fukushima.

Nada que preocupe Tsunekazu Takeda, presidente do Comité Olímpico Japonês, que garante que os níveis de radiação na comida e água da capital nipónica são perfeitamente seguros.

As operações de charme chegaram ao fim, chegou a altura de colocar as cartas em cima da mesa. Este sábado ficaremos a saber quem jogou melhor os seus trunfos.