Última hora

Última hora

Noruega: Stoltenberg admite triunfo de Erna Solberg

Em leitura:

Noruega: Stoltenberg admite triunfo de Erna Solberg

Tamanho do texto Aa Aa

Explodiu a festa para o Partido Conservador de centro-direita da Noruega. Os números ainda não são oficiais, mas o Partido Trabalhador, através do primeiro-ministro Jens Stoltenberg, que estava na cadeira do poder há dois mandatos, já assumiu a derrota face à conservadora Erna Solberg. Os confettis, por isso, já foram lançados na sede de campanha do Partido Conservador.

De acordo com uma sondagem oficial, a vitória nas legislativas sorriu aos conservadores, que, através da anunciada coligação com outros três partidos de direita, deverá conseguir o controlo de 97 dos 169 lugares que compõem o Stortinget, o parlamento da Noruega. Uma outra sondagem, realizada pela TV2, concluiu igualmente a mesma maioria de representantes parlamentares para a direita.

Um dos partidos que deverá permitir a maioria no parlamento aos conservadores é o do Progresso, que foi o terceiro mais votado pelos noruegueses. O resultado, aliás, resulta numa relativa surpresa porque as políticas seguidas pelo executivo trabalhista foram reconhecidamente boas para a Noruega e os progressistas carregam o peso de terem tido como membro o extremista Anders Breivik, que há dois anos matou setenta e sete pessoas ao conduzir um massacre na ilha de Utoya, onde decorria uma reunião da juventude do Partido Trabalhista.