Última hora

Última hora

Barroso usa o "fantasma" da guerra no discurso do estado da UE

Em leitura:

Barroso usa o "fantasma" da guerra no discurso do estado da UE

Tamanho do texto Aa Aa

A oito meses das eleições europeias, o Presidente da Comissão Europeia tem como prioridades implementar o orçamento comunitário para os próximos sete anos, completar a união bancária e dinamizar o mercado único.

Linhas apresentadas no discurso do estado da União Europeia, esta quarta-feira, durante a sessão plenária do Parlamento Europeu, em Estrasburgo (França).

José Manuel Barroso explicou que “as eleições não têm só a ver com o Parlamento Europeu, a Comissão, esta ou aquela personalidade. As eleições são sobre a Europa e seremos julgados em conjunto por isso, pelo que devemos trabalhar juntos em prol da Europa, com paixão e determinação”.

“Não nos podemos esquecer que há cem anos a Europa caminhava sonâmbula para a catástrofe da guerra de 1914. No próximo ano, em 2014, espero que a Europa esteja a caminhar para sair da crise, mais forte, unida e aberta”, acrescentou.

O discurso foi também uma espécie de balanço dos dois mandatos do Presidente da Comissão Europeia, que terminam em Outubro de 2014.

Não é provável que o comissário português se recandidate ao cargo, marcado nos últimos cincos anos pela profunda crise económica e política.