Última hora

Última hora

Chile celebra 40 anos do golpe de Estado que derrubou Salvador Allende

Em leitura:

Chile celebra 40 anos do golpe de Estado que derrubou Salvador Allende

Chile celebra 40 anos do golpe de Estado que derrubou Salvador Allende
Tamanho do texto Aa Aa

Começou com incidentes com a polícia, o dia em que se celebram, no Chile, os 40 anos do golpe de Estado militar com o qual o general Pinochet derrubou Salvador Allende.

Apesar do forte dispositivo de segurança, 68 pessoas foram detidas e três veículos, incendiados.

Quatro décadas depois, o momento é de reconciliação, declarou o presidente, Sebastian Piñera: “Para poder reconciliar o nosso país, devemos continuar a avançar pelos caminhos da verdade, da justiça. Porque sem verdade e sem justiça, a reconciliação não se constrói na rocha, mas na areia.”

Segundo a Federação Internacional de Direitos Humanos, o Estado chileno tem ainda uma “dívida histórica” para com as vítimas da ditadura e instou o país a buscar a verdade e a justiça.

Isabel Allende, a filha do malogrado presidente socialista, pediu um minuto de silêncio em memória das vítimas da ditadura.

Para Jorge Rabanal, o antigo guarda-costas de Salvador Allende, o perdão não é fácil: “Perdão… Se não os encontrarmos, se os cadáveres dos nossos camaradas não forem encontrados, não penso que possa existir.”

Cerca de 2000 pessoas morreram ou desapareceram durante o sangrento regime de Augusto Pinochet, que durou de 1973 e 1990 e durante o qual 38 mil pessoas foram torturadas.