Última hora

Última hora

Mundial 2014: Trapattoni e Bilek falham objetivo e abandonam o cargo

Em leitura:

Mundial 2014: Trapattoni e Bilek falham objetivo e abandonam o cargo

Tamanho do texto Aa Aa

Com um pé e meio fora do mundial do Brasil, Irlanda e República Checa desfizeram-se dos treinadores, quando faltam apenas dois jogos para terminar a fase de qualificação europeia.

A Irlanda de Giovanni Trapattoni sofreu duas derrotas consecutivas frente à Suécia e à Áustria e caiu para o quarto lugar do grupo C, com apenas 11 pontos conquistados em oito partidas.

Um dia depois de perder em Salzburgo, o ex-treinador do Benfica e a Federação Irlandesa anunciaram a rescisão de contrato por mútuo acordo, mas Trap, como é conhecido em Itália, já fez saber que vai continuar no ativo.
Aos 74 anos, o técnico vencedor de 23 títulos em Itália, Portugal, Alemanha, Áustria e Irlanda, não perdeu a motivação para treinar e diz estar agora pronto para um novo desafio.

Pelo mesmo caminho vai Michal Bilek , selecionador da República Checa, que pediu demissão do cargo após a derrota frente à Itália. Com a “squadra azzurra” qualificada diretamente, aos checos sobrava a luta pelo segundo lugar. Porém, a ex-equipa de Bilek nem isso deve conseguir. As derrotas frente à Arménia e Itália deixaram a República Checa no quarto lugar do grupo B a quatro pontos do segundo lugar que dá acesso ao play-off.