Última hora

Última hora

Rebelião síria rejeita proposta russa sobre as armas químicas

Em leitura:

Rebelião síria rejeita proposta russa sobre as armas químicas

Tamanho do texto Aa Aa

A rebelião síria diz “não” à proposta russa sobre as armas químicas. “Anunciamos a nossa rejeição definitiva à iniciativa russa de colocar as armas químicas sob custódia internacional. Pedimos à comunidade internacional que não se contente com a entrega das armas químicas – que são, de facto, um instrumento criminoso -, mas que leve os responsáveis ao Tribunal Penal Internacional”, afirmou o general Salim Idriss, do Exército Livre Sírio, numa declaração publicada no YouTube.

A Rússia propôs que o arsenal químico do regime de Damasco fosse colocado sob controlo da comunidade internacional, o que, aparentemente, Bashar Al-Assad estaria disposto a aceitar.

Mas a rebelião estima que esta opção não é aceitável. Na mesma declaração, os rebeldes preferiram apelar aos países “amigos” para que lhes forneçam armas e munições.

Mais de 100 mil pessoas já morreram, em dois anos e meio de conflito, na Síria.