Última hora

Última hora

Filipinas: novos combates entre Exército e separatistas apesar de cessar-fogo

Em leitura:

Filipinas: novos combates entre Exército e separatistas apesar de cessar-fogo

Tamanho do texto Aa Aa

Os combates entre o Exército filipino e separatistas muçulmanos intensificaram-se este sábado na cidade portuária de Zamboanga, no sul do arquipélago.

Em seis dias, os confrontos fizeram 53 mortos, entre os quais 43 insurgentes, segundo o Exército, e dezenas de feridos.

A nova violência fez cair por terra, em poucas horas, o cessar-fogo concluído na sexta-feira entre as autoridades e os rebeldes, que combatem pela independência da ilha de Mindanao.

O presidente Begnigno Aquino prometeu que os insurgentes da Frente Moro de Libertação Nacional “não vão ser bem-sucedidos” e que “a crise vai ser terminada o mais rápido possível”.

De acordo com organizações humanitárias, os combates da última semana obrigaram a deslocar 62 mil pessoas, encaminhadas para cerca de duas dezenas de centros de abrigo.

Os combates em Zamboanga têm lugar um mês depois do fundador da FMLN ter exigido a independência de Mindanao, denunciando a exclusão do grupo das negociações entre o governo e a Frente Moro de Libertação Islâmica.