Última hora

Última hora

Kerry e Lavrov obtém acordo sobre arsenal químico sírio

Em leitura:

Kerry e Lavrov obtém acordo sobre arsenal químico sírio

Tamanho do texto Aa Aa

Os chefes da diplomacia dos Estados Unidos e da Rússia obtiveram, em Genebra, um acordo que afasta, para já, a hipótese de uma intervenção militar internacional na Síria.

Damasco tem uma semana para apresentar uma lista exaustiva do seu arsenal químico, que deverá ser destruído até ao meio do próximo ano.

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse que “os Estados Unidos e a Rússia concordam há muito tempo sobre o facto de que não existe uma solução militar para o conflito na Síria; deve ser política e deve ser obtida na mesa das negociações”.

Kerry explicou que a resolução das Nações Unidas que enquadrará o desarmamento fará referência à possibilidade do recurso à força, se o regime sírio falhar com o compromisso.

Mas o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, frisou que “a proposta comum não implica qualquer uso de força, nem sanções automáticas. Qualquer violação deve ser provada de forma clara, através do Conselho de Segurança da ONU”.

O acordo, concluído depois de três dias de intensas discussões representa um avanço significativo, face às grandes divergências iniciais. Kerry e Lavrov voltarão a reunir-se, no fim do mês em Nova Iorque, para tentar fixar uma data para uma conferência de paz sobre a Síria.