Última hora

Última hora

Paris, Washington e Londres alertam Assad para consequências de desrespeito de acordo sobre desarmamento

Em leitura:

Paris, Washington e Londres alertam Assad para consequências de desrespeito de acordo sobre desarmamento

Tamanho do texto Aa Aa

Reino Unido, França e Estados Unidos apelam a uma resolução dura na ONU que preveja sanções contra Assad, caso o dirigente sírio não respeite o acordo de desarmamento selado no sábado.

Numa conferência de imprensa em Paris, os responsáveis diplomáticos dos três países membros do Conselho de Segurança sublinharam que a possibilidade de uma intervenção militar continua em cima da mesa.

“O que é importante neste momento é que este acordo seja posto em prática para eliminar de uma vez por todas a ameaça química que o regime sírio faz pairar sobre a sua população e os países vizinhos”, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius.

“Nós não vamos tolerar qualquer violação e queremos que o regime de Assad respeite na integralidade todos os príncipios do acordo de desarmamento. Que ninguém tenha dúvidas, e mesmo os russos estão de acordo, que haverá consequências graves se Assad não respeitar os termos deste acordo”.

Os três responsáveis diplomáticos sublinharam ainda a importância de obter uma solução política para o conflito, apesar da ameaça militar, tendo proposto uma reunião com a oposição moderada, para reiniciar o debate, durante a Assembleia geral da ONU em Nova Iorque.