Última hora

Última hora

Tiroteio em edifício da marinha provoca pelo menos sete mortos em Washington

Em leitura:

Tiroteio em edifício da marinha provoca pelo menos sete mortos em Washington

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos voltam a ser palco de um novo tiroteio mortífero, desta feita dentro de um edifício militar em Washington. Vários homens armados terão penetrado, esta manhã no complexo da Marinha, abatendo várias pessoas.

Pelo menos doze pessoas foram alvejadas, entre as quais vários polícias. Sete vítimas teriam falecido durante o ataque e pelo menos três encontram-se hospitalizadas em estado crítico.

A chefe da polícia de Washington, Cathy Lanier, confirmou a morte de um dos atiradores. “Temos também outras vítimas mas para já não vou avançar um número, mas são várias as vítimas no interior que faleceram”.

As circunstâncias do ataque são para já confusas, mas fontes da polícia e da marinha falam de três atacantes, um dos quais teria sido abatido pelas forças policiais. Os outros ter-se-iam barricado dentro do edifício.

Alguns relatos afirmam que os homens envergariam roupa militar, embora fontes da marinha, tenham rejeitado a implicação de soldados no ataque.

As autoridades bloquearam três quarteirões em redor do edifício, suspendendo os voos num aeroporto vizinho e encerrando dezenas de escolas na zona, como medida de prevenção.

O edifício da marinha de guerra, que foi palco do tiroteio está situado na zona sudeste de Washington, não longe do Capitólio e da Casa Branca. Trabalham no local cerca de 3 mil pessoas, e é o quartel general do comando dos sistemas navais da marinha, onde são projetados navios e submarinos.

O edifício acolhe também a residencia do chefe de estado maior da Marinha, o almirante Jonathan Greenert, que foi entretanto transferido para o Pentágono.