Última hora

Última hora

Tufão Man-yi agrava fuga "ligeiramente" radioativa em Fukushima

Em leitura:

Tufão Man-yi agrava fuga "ligeiramente" radioativa em Fukushima

Tamanho do texto Aa Aa

As chuvas torrenciais e ventos de mais de 160km por hora assolam, desde esta manhã, o Japão, à medida que o tufão Man-yi percorre o país.

A intempérie levou as autoridades a deslocar mais de 400 mil pessoas, quando pelo menos quatro pessoas estão desaparecidas e mais de 128 ficaram feridas, apanhadas na exurrada que destruiu mais de quatro mil casas.

Em algumas regiões japonesas, os serviços meteorológicos contabilizaram mais de 500 mm de chuva, desde o início desta manhã.

O tufão atingiu também o nordeste do país, inundando algumas áreas contaminadas da central nuclear de Fukushima. Há relatos de que os responsáveis da instalação teriam largado mais água contaminada para o mar durante a intempérie, como medida de emergência.

Segundo a operadora da central, antes da tempestade, uma fuga dos reservatórios estaria a dispersar, diariamente, mais de 300 toneladas de água “ligeiramente radioativa”, no oceano pacífico.