Última hora

Última hora

Vitória dos conservadores na Baviera dá "penalti" a Merkel a uma semana das eleições alemãs

Em leitura:

Vitória dos conservadores na Baviera dá "penalti" a Merkel a uma semana das eleições alemãs

Tamanho do texto Aa Aa

A vitória dos conservadores nas eleições regionais da Baviera abre o caminho à reeleição de Angela Merkel, aumentando, no entanto as dúvidas sobre a próxima coligação no poder na Alemanha.

O partido aliado da CDU na Baviera, a CSU venceu o sufrágio de ontem, recuperando a maioria absoluta no parlamento regional.

Uma vitória para o líder da formação bávara, Horst Seefor, que falou do resultado como um “penalti” para Merkel marcar nas eleições da próxima semana.

Os sociais democratas do líder regional Christian Ude vêem-se assim relegados para o segundo lugar, seguindo a tendência das sondagens a nível nacional.

Um resultado que volta a colocar a formação de Peer Steinbruck como uma possível candidata a reeditar a “grande coligação” de bloco central, depois do resultado catastrófico do atual aliado de Merkel no governo, os liberais democratas.

O FDP obteve apenas 3% dos votos na Baviera, abaixo dos 5% que permitem aceder ao parlamento. Um resultado relativizado pelo líder do FDP, Philipp Rosler:

“Todos sabemos que os relógios movem-se de forma diferente na Baviera e para já o grande desafio é o sufrágio nacional”.

O resultado da Baviera confirma igualmente a posição dos verdes como terceiro partido alemão, a par com as formações eurocéticas, que depois de obterem 9% na Baviera, poderiam conseguir o melhor resultado de sempre nas eleições do próximo domingo.