Última hora

Última hora

EUA: FBI identificou suspeito entre as 13 pessoas mortas no tiroteio em Washington

Em leitura:

EUA: FBI identificou suspeito entre as 13 pessoas mortas no tiroteio em Washington

Tamanho do texto Aa Aa

Treze pessoas morreram no tiroteio ocorrido segunda-feira no “Washington Naval Yard”, um edifício da Marinha dos Estados Unidos, a curta distância da Casa Branca e do Capitólio, onde funciona o Congresso norte-americano.

Entre os mortos encontra-se um homem que terá estado na origem do tiroteio. Segundo o presidente da Câmara de Washington registaram-se cerca de 12 feridos embora não seja claro quantos foram atingidos pelos disparos.

“Ele estava longe por detrás de um muro. Não conseguíamos ver a cara dele, mas víamo-lo com a espingarda quando se levantava para apontar e disparar contra nós. Atingiu a parede quando tentávamos fugir”, disse uma testemunha.

O FBI identificou o suspeito morto pela polícia como sendo Aaron Alexis, de 34 anos, natural de Brooklyn em Nova Iorque, que vivia em Fort Worth, no Texas.

Frequentador de um templo budista tinha já estado
envolvido em problemas com a polícia. Em 2011 foi obrigado a abandonar a Marinha por má conduta.

A polícia diz ainda não saber se Alexis agiu sozinho e procura um segundo suspeito visto na zona do tiroteio.

Em Washington, o correspondente da Euronews acompanha o caso.

“Este tiroteio é o caso mais grave de perda de vidas num só incidente em Washington há mais de 30 anos. As autoridades ainda não sabem qual foi o motivo, mas não têm qualquer prova que relacione este caso com o terrorismo”, referiu Stefan Grobe.