Última hora

Última hora

Orçamento holandês prevê novos cortes nas prestações sociais

Em leitura:

Orçamento holandês prevê novos cortes nas prestações sociais

Tamanho do texto Aa Aa

“O Estado de providência transforma-se lenta mas seguramente numa sociedade participativa”; foi desta forma que o rei da Holanda apresentou o orçamento para 2014, marcado por novas medidas de austeridade.

O anúncio oficial foi feito, como manda a tradição, pelo monarca, mas as palavras são do primeiro-ministro Mark Rutte.

O rei Guilherme-Alexandre disse que a economia holandesa “tem vulnerabilidades que se acumularam com o passar do tempo, devido à crise financeira. Existe muita prosperidade financiada pela dívida. Os cidadãos, os negócios e os bancos precisam agora de equilibrar as contas”.

A Holanda acaba de completar quatro trimestres marcados pela recessão. Com um desemprego crescente, que deve atingir os 7,5 por cento no próximo ano, um crescimento do PIB inferior ao previsto e uma estimativa de perda do poder de compra dos holandeses, o governo prevê nomeadamente cortes na segurança social e saúde, com o objetivo de poupar seis mil milhões de euros em 2014.