Última hora

Última hora

Grécia: Governo quer processo contra partido neonazi

Em leitura:

Grécia: Governo quer processo contra partido neonazi

Tamanho do texto Aa Aa

As manifestações contra a extrema-direita voltaram às ruas de Atenas esta quinta-feira. O homicídio do cantor antifascista Pavlos Fyssas, na noite de terça para quarta-feira por um apoiante do partido Aurora Dourada, está agitar o país.

O primeiro-ministro pediu à justiça para instruir um processo contra o partido neonazi. Antonis Samaras disse existirem provas de que a Aurora Dourada “é uma organização criminosa e uma ameaça à segurança pública”.

O dirigente do partido de extrema-direita, Nikolaos Michaloliakos, afirmou entretanto que “a Aurora Dourada condena este homicídio assim como qualquer ato de violência mas que isto não chega para a Santa Inquisição da Grécia em 2013 deste governo resgatado.”

Mas ilegalizar um partido com 18 assentos no parlamento pode ser complicado. A instauração de processos individuais aos membros do partido pode ser a resposta mais adequada, afirmou o porta-voz do governo.

Também esta quinta-feira realizou-se o funeral de Pavlos Fyssas. O cantor foi a enterrar em Atenas na presença de mais de duas mil pessoas.