Última hora

Última hora

Greenpeace: Moscovo convocou embaixador da Holanda

Em leitura:

Greenpeace: Moscovo convocou embaixador da Holanda

Tamanho do texto Aa Aa

A Greenpeace denunciou que perdeu contacto com o seu navio quebra-gelo envolvido num protesto contra a exploração de petróleo no Ártico.

A denúncia surgiu após agentes russos armados terem tomado de assalto a embarcação de pavilhão holandês.

Em Sidney, na Austrália, responsáveis da organização tentaram contactar o consulado russo.

“É claro e muito frustrante que o consulado russo declinou aceitar uma simples carta a pedir que as autoridades russas libertem os nossos ativistas. Que deixem um australiano, um residente permanente na Austrália, regressar a casa e que nos devolvam a embarcação.
Nem sequer aceitaram uma carta a pedir isso. É frustrante”, afirmou um responsável da Greenpeace.

Moscovo convocou o embaixador Holandês para discutir o assunto. A Greenpeace está baseada nos Países Baixos. A bordo da embarcação estavam cerca de 25 pessoas.

Na quarta-feira dois ativistas da organização foram presos quando escalavam uma plataforma da petrolífera russa Gazprom.